terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Reunião da Copa Metropolitana de Futebol sub 15 mobiliza dirigentes da capital e do interior



Diretor geral da Sudesb, Elias Dourado, e o coordenador Sinval Vieira falam sobre o objetivo
da Copa Metropolitana e dão informes do torneio a dirigentes do futebol de base

Prevista para iniciar entre março e abril próximos, a sétima edição da Copa Metropolitana sub 15/2017 teve sua primeira reunião técnica preparatória na manhã desta terça-feira, 21, no estádio de Pituaçu. O encontro mobilizou vários dirigentes do futebol de base com atuação em Salvador e em municípios como Terra Nova, São Francisco do Conde, Jacuípe, São Sebastião do Passé, Rio Real, Itaparica, Inhambupe, Santo Amaro, Amélia Rodrigues, Ipirá e Candeias, oportunidade em que receberam da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte e responsável pela organização, os primeiros informes sobre o campeonato.

Com previsão de reunir até 32 equipes na disputa do torneio, que tem inscrições gratuitas, a Sudesb pretende organizar os grupos regionalmente para facilitar a participação dos municípios, equilibrar a disputa e baratear os custos. Os jogos serão realizados aos sábados e domingos, com a partida final acontecendo antes da festa de São João. Logo após o Carnaval, o regulamento e a tabela da Metropolitana serão disponibilizados no site www.sudesb.ba.gov.br e no blog http://copametropolitanabahia.blogspot.com.br.

O torneio foi criado para servir de preparação aos times baianos para a Copa 2 de Julho, principal competição de base realizada pela Sudesb e que neste ano de 2017 comemora dez edições. “Nossa intenção com a Metropolitana é dar oportunidade a todos aqueles que têm trabalho de base para que apresentem e testem seus times, fazendo com que as equipes da Bahia cheguem mais qualificadas e competitivas na Copa 2 de Julho, que reúne times de todo o Brasil e também do exterior”, explica o coordenador de Excelência de Futebol da Sudesb, Sinval Vieira.


Futebol de base – Presente à abertura da reunião, o diretor geral da Sudesb Elias Dourado afirmou ser também objetivo da Copa Metropolitana o fortalecimento do futebol de base. Na sua opinião, é exatamente esse segmento “que trabalha para diminuir a enorme desigualdade que há no mundo do futebol, onde há salários estratosféricos numa ponta e na outra a dificuldade real de adquirir uma bola adequada para a prática esportiva. O futebol de base cumpre papel muito importante para a formação dos jogadores de sucesso do futuro”, lembrou o diretor, adiantando informações sobre projetos que a Sudesb, em parceria com o Ministerio do Esporte, pretende desenvolver neste ano para qualificar a gestão do futebol de base no estado.

Mais informações sobre a Copa Metropolitana podem ser adquiridas pelo email ceep.sudesb@sudesb.ba.gov.br e as notícias sobre o torneio acompanhadas no site da Sudesb e no blog da Copa Metropolitana.


Ascom/Sudesb //21.02.2017

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Sudesb dá início à organização da Copa Metropolitana de Futebol/2017




Em reunião agendada para o dia 21 de fevereiro, às 10h, no Estádio de Pituaçu, em Salvador, a Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, deflagra o processo de organização da Copa Metropolitana de Futebol sub 15, que este ano está em sua sétima edição. A reunião técnica servirá para mobilizar times da capital e do interior interessados na competição, prevista para acontecer neste primeiro semestre.

Apesar de ser chamada de metropolitana, a copa é aberta a outros municípios que não integram a RMS. Na edição passada, por exemplo, participaram seleções de Rio Real, Inhambupe, Conceição do Jacuípe, dentre outras. Segundo o coordenador de Excelência Esportiva da Sudesb, Sinval Vieira, “o objetivo da Copa Metropolitana é ter a participação dos times que têm interesse na Copa 2 de Julho, nossa principal competição sub-15, por reunir atletas de todo o Brasil e também do exterior. Por isso, vemos na Copa Metropolitana uma excelente oportunidade de preparação dos atletas baianos para esse torneio maior e mais competitivo que a Sudesb realiza nos primeiros dias do segundo semestre”, destaca Sinval.

As inscrições das equipes e dos atletas participantes da Copa Metropolitana são gratuitas. Para realização do torneio, a Sudesb  conta com a parceria da Federação Baiana de Futebol (FBF).

Os dirigentes esportivos e municipais interessados em participar da competição devem comparecer à reunião agendada para o dia 21. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo email ceep.sudesb@sudesb.ba.gov.br ou por meio do telefone 71 3103-0960.



Ascom/Sudesb

15.02.2017

terça-feira, 7 de junho de 2016

Jogos da Copa Metropolitana tiveram participação especial de alunos da Escolinha de Arbitragem da Bahia




A partida final da sexta edição da Copa Metropolitana Sub 15, realizada na manhã deste domingo, 5 de junho, contou com a luxuosa participação de quatro alunos da Escolinha de Arbitragem de Futebol. Edvaldo, 16; Thiago, 13 anos; Carlos, 15; e Alana, 9 anos, formaram o quarteto que atuou como gandulas no jogo entre Bahia e Vitoria.

Moradores da Vila Laura, Narandiba, Saramambaia e Cabula, esses três garotos e uma menina têm um sonho em comum: tornarem-se árbitros profissionais e atuarem em grandes e decisivas partidas de futebol.
Além deles, outros oito jovens da Escolinha de Arbitragem também atuaram em alguns dos jogos da Copa Metropolitana deste ano, participando como assistentes de arbitragem. Desse grupo, três deles cursam a Universidade, mas todos os oito já são formados pela Federação Baiana de Árbitros.

Projeto de inclusão – Pioneiro no Brasil, o projeto da Escolinha de Arbitragem foi idealizado em 2000 por Rildo Goés, mas foi somente em 2011 que ele viu seu sonho tornar-se realidade. Desde então, conta com o apoio da Sudesb, marcando sempre presença nas copas de futebol realizadas pelo órgão estadual de esporte.

Ao agradecer a parceria com a Sudesb, Rildo destaca a importância da Copa Metropolitana: “Essa Copa ajuda na formação de cidadãos, na integração entre capital e interior, na realização de sonhos e também na revelação de talentos. Para os garotos e garotas da Escolinha de Arbitragem, é uma oportunidade de vivenciarem de perto o mundo do futebol”, observa Rildo.

Ascom Sudesb
Hilda Fausto
06.06.2016





domingo, 5 de junho de 2016

Vitória é campeão invicto da Copa Metropolitana de Futebol



Em uma final emocionante, decidida nos pênaltis, o Vitória derrotou o Bahia na partida realizada na manhã do último domingo (5/6), no estádio de Pituaçu e conquistou a Copa Metropolitana de Futebol Sub 15. Foi o terceiro título rubro-negro na competição - o clube havia vencido também em 2011 e 2013. No tempo regulamentar, as duas equipes não conseguiram balançar as redes. Nos pênaltis, o goleiro Yuri fez três defesas, que garantiu o placar em 3 a 1 e o título rubro-negro.

Com uma bela campanha, o rubro-negro foi campeão invicto. Foram 10 jogos, com 08 vitórias, dois empates e 40 gols marcados. O arqueiro do Vitória ainda foi escolhido como “craque” e “melhor goleiro” da competição. A revelação ficou com Cauã Silva, de 14 anos, da equipe do MAF, e o artilheiro, com 8 gols, foi Fabricio Oliveira, de 13 anos, da Seleção de Saubara. 

Após a partida, o goleiro Yuri Sena, de 15 anos, foi o atleta mais abraçado pelos colegas do time. “Foram muitos jogos, sendo escolhido como melhor em campo e o resultado disso não podia ser diferente. Quero agradecer a Deus por mais este sonho”, disse. 

O coordenador de Excelência Esportiva da Sudesb e organizador do torneio, Sinval Vieira, disse estar satisfeito. “Demos a oportunidade às equipes baianas, principalmente às do interior, um calendário esportivo com muitos jogos. A ideia é que sejam observadas suas deficiências e cheguem mais preparadas para a principal competição do ano, que é a Copa 2 de Julho”, explicou.

Homenagem – O troféu de campeão da Copa Metropolitana de 2016 recebeu o nome de Antônio Pena, em homenagem ao fundador e ex-presidente da Catuense, clube que revelou grandes jogadores do futebol baiano e brasileiro, como Bobô, Sandro, Luiz Henrique, Vandick, Zanata e Naldinho. Antônio Pena morreu em fevereiro deste ano. 

Municípios - a competição, que visa a preparação das equipes do interior que vão participar da 9ª edição da Copa 2 de Julho de Futebol, que tem início no dia 2 de julho, contou com a participação de 28 equipes, representantes de 15 municípios baianos.

Além de Bahia e Vitória, participaram as equipes do Ypiranga, Leôncio, Juazeirense, Jacuipense, Galícia, ABB, Pituaçu, Salvador FC, MAF, Catuense, Redenção, Atlântico, Itaparica, Lusaca; as seleções de Catu, Camaçari, Lauro de Freitas, Mata de São João, Madre de Deus, Saubara, Inhambupe, São Francisco do Conde e Rio Real. Além destes, as seleções de três municípios participaram pela primeira vez da competição: Amélia Rodrigues, Candeias e Conceição do Jacuípe.

A Copa Metropolitana foi organizada pelo Governo do Estado, por meio da Superintendência dos Desportos do Estado do Bahia (Sudesb), autarquia vinculada à Secretaria do Trabalho, Emprego e Esporte (Setre), realizada pela Federação de Desportos de Participação (FBDP), e contou com o apoio da Federação Bahiana de Futebol (FBF) e dos municípios participantes. 

Premiados:
Melhor goleiro e craque da competição - Yuri Sena - E.C. Vitória
Artilheiro: Fabricio Oliveira, com 8 gols - Seleção de Saubara
Revelação : Cauã Silva - MAF

Ascom Sudesb

06.06.2016

 A equipe do Bahia conquistou o segundo lugar na competição deste ano.  Em todo 
o torneio, o time tricolor teve sete triunfos, dois empates e um saldo de 30 gols marcados.



ARTILHEIRO: Fabricio Oliveira, 13 anos, com 8 gols - Seleção de Saubara


MELHOR GOLEIRO E CRAQUE DA COMPETIÇÃO: Yuri Sena, 15 anos -E.C. Vitória






REVELAÇÃO: Cauã Silva, 14 anos - MAF




Técnicos Luciano Moura (Bahia) e Marcos (Vitória) são homenageados pela Sudesb